Vereador que votou para tirar Japim ganha cargo de R$ 9 mil no dia seguinte

No dia seguinte à polêmica sessão extraordinária da Câmara de Campo Limpo Paulista, que resultou na cassação do prefeito eleito, Dr. Japim Andrade (PROS), os bastidores da política local continuaram quentes. Após assumir o cargo de prefeito, Aléssio Grandizoli (PDT) exonerou funcionários comissionados e já começou a nomear seus aliados. Um dos primeiros cargos escolhidos veio da própria Câmara, é do mesmo partido e vai receber salários bem chamativos: José Riberto Silva, também do PDT, será o secretário de Governo com vencimentos de R$ 9 mil. Ele vai se licenciar da atuação parlamentar após dar um dos votos que tiraram Japim e colocaram Aléssio como chefe do Executivo.

As exonerações e nomeações continuam, gerando grande repercussão nas redes sociais entre os moradores da cidade.
 

Recomendados para você