Pedreiro faz post no Facebook oferecendo seus serviços de graça para famílias carentes de Cuiabá

Pedreiro faz post no Facebook oferecendo seus serviços de graça para famílias carentes de Cuiabá

O pedreiro Luciano Flabis, 28 anos, morador de Várzea Grande (MT), fez uma publicação que chamou a atenção em um grupo do Facebook. Ele ofereceu gratuitamente seus serviços para ajudar famílias de baixa renda que estejam sofrendo com goteiras em suas casas nesta época de chuvas em Cuiabá.

 

“É triste pensar que, nesse período de chuvas, algumas pessoas com goteira em casa não podem pagar pelo conserto”, falou.

"Cowboy" como é conhecido, fez a publicação na terça-feira (29). O primeiro serviço dele foi na casa da mãe de uma vizinha dela, que sofre com problemas de saúde. Ao lado da cama dela havia uma goteira, que "Cowboy" se orgulha de ter consertado.

“Estou de coração aberto e tenho muita força de vontade para ajudar aqueles que me procurarem. Ofereço o serviço de graça para pessoas que realmente não possuem condições de pagar. Se tivesse condições financeiras, levava até o material”, contou.

Luciano também foi procurado por uma mulher que mora com a avó e está desempregada. De acordo com ele, a mulher tem dois filhos e uma casa cheia de goteiras.

“Pedi para ela falar comigo pelo WhatsApp ou me ligar. Ainda não tive respostas, mas não vou desistir”, lembrou.

Lembranças da infância

Ele contou que a ideia de ajudar o próximo surgiu através de lembranças difíceis que coleciona de seu passado. Na casa onde foi criado chovia muito e, como a família não tinha dinheiro para consertar o telhado, Luciano era obrigado a dormir no colchão molhado.

“Lembro que sempre que chegava esta época chuvosa nós sofríamos muito, tudo na casa ficava molhado. Hoje, ao lembrar do passado, me coloco no lugar dessas pessoas que continuam vivendo isso”, falou.

Questionado sobre a falta de assistência e desigualdade social no Brasil, Leonardo respondeu que toda ajuda sempre é bem-vinda.

“As pessoas que têm condições deveriam pensar no próximo e tomar uma atitude. Não precisamos ter muito para fazer a diferença”, avaliou.

Além de trabalhar como pedreiro, pintor e eletricista, "Cowboy" também se dedica a construir uma carreira como cantor. e diz que não tem preguiça de "colocar a mão na massa".

“Já fiz muitas coisas por sobrevivência, como montar em rodeios, tocar boiada no ‘estradão’ e serviços de sapateiro”, contou Luciano.

De origem humilde e sem grandes condições financeiras, Luciano se orgulha ao falar sobre os reparos gratuitos que poderá fazer.

“Não tenho dinheiro, sou humilde, mas acho que Deus me fez assim para poder enxergar melhor o próximo. Devemos fazer o bem sem olhar a quem”, pontuou.

Fonte: Mídia News

Recomendados para você